PUBTechSF@Stanford 2019

Confira a programação do PUBTechSF@Stanford 2019 e reserve seu lugar!
https://pubtechsf-stanford-2019.eventbrite.com

Programa:

6:00 pm Chegada e inscrições
6.30 pm Boas vindas 
6:35 pm Palestras

Manoela de Orte, Carnegie Institution for Science
Plástico nos oceanos: como lavar as suas roupas pode contribuir para esse problema

Elizabeth McKenna, UC Berkeley
Revolta das Periferias? Mudanças no Terreno Político do Brasil, 1998-2018

7:30 pm Networking
9:00 pm Conclusão

Elizabeth McKenna | PUBTechSF@Stanford 2019

A Elizabeth McKenna será uma das palestrantes no PUBTechSF@Stanford 2019 e apresentará seu trabalho “Revolta das Periferias? Mudanças no Terreno Político do Brasil, 1998-2018”.
Para participar, inscreva-se aqui: https://pubtechsf-stanford-2019.eventbrite.com

Título: Revolta das Periferias? Mudanças no Terreno Político do Brasil, 1998-2018

 Liz McKenna é uma socióloga política fazendo seu Ph.D. em UC Berkeley. Ela fez bolsa sanduíche na USP como pesquisadora Fulbright enquanto desenvolvia um estudo sobre o período entre os protestos de junho de 2013 e a eleição de 2018. Metodologicamente, Liz usa análise de redes, entrevistas, e etnografia para estudar as estratégias de mais de 100 movimentos, partidos, e grupos de interesse que atravessam o espectro político. Ela é bolsista do NSF e tem bacharel em ciências sociais em Harvard.

Manoela de Orte | PUBTechSF@Stanford 2019

A Manoela de Orte será uma das palestrantes do PUBTechSF@Stanford 2019, que acontecerá no dia 22 de maio, a partir de 6 pm, no CERAS na Universidade Stanford.
Para participar inscreva-se aqui: https://pubtechsf-stanford-2019.eventbrite.com

Plástico nos oceanos: como lavar as suas roupas pode contribuir para esse problema

Aproximadamente 60% das roupas que usamos são feitas por fibras sintéticas, produzidas a partir de plástico, incluindo nylon, poliéster e polipropileno. Durante a lavagem dessas roupas, centenas de milhares de microfibras (um tipo de microplástico) são liberadas, e muitas escapam os sistemas de tratamento de água e acabam nos oceanos.  Peixes e outros organismos marinhos frequentemente confundem essas fibras por alimento e as ingerem. Além disso, vale ressaltar que microplásticos podem agir como portadores de contaminantes e microrganismos no ambiente marinho. Qual é o impacto da poluição por microplástico nos oceanos e como podemos evitá-la? Essas e outras questões relacionadas a poluição marinha serão discutidas nessa palestra. 

 

Manoela é graduada em Oceanografia pela Universidade Federal do Paraná, Mestre e Doutora em Gestão Marinha e Costeira, pela Universidade de Cádiz, Espanha. Atualmente é pesquisadora no Departamento de Ecologia Global do Carnegie Institution for Science, em Stanford, Califórnia. Sua pesquisa inclui uma perspectiva abrangente de poluição marinha, que considera poluentes tradicionais, como metais pesados, ao lado de contaminantes emergentes. Esses contaminantes emergentes incluem os plásticos e os efeitos globais das emissões de dióxido de carbono na atmosfera, o que resulta no aquecimento e acidificação dos oceanos.

Para mais informações visite www.manoeladeorte.com

PUBTechSF@SF 2019

Este é o 5º ano de atividades do PUBTechSF! Venha começar a comemorar conosco, com muito conhecimento e conexões!

Confira a programação do PUBTechSF@SF 2019 e reserve seu lugar: https://pubtechsf-sf-2019.eventbrite.com

Programa

6:00 pm Chegada e inscrições
6:30 pm Boas vindas
6:35 pm Palestras

Leonardo Rosa, Stanford
Data science aplicado aos dados de governo: O caso da educação em Pernambuco

Dráulio Barros de Araújo, Instituto do Cérebro UFRN, UC Santa Barbara
Efeitos antidepressivos e estudos de neuroimagem com a Ayahuasca

7:30 pm Networking
9:00 pm Conclusão


Dráulio Barros de Araújo | PUBTechSF@SF 2019

O Prof. Dráulio de Araújo, do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, apresentará palestra sobre os “Efeitos antidepressivos e estudos de neuroimagem com a Ayahuasca” no PUBTechSF@SF 2019, que acontecerá no dia 4 de abril em SF.
Para participar inscreva-se aqui.

Efeitos antidepressivos e estudos de neuroimagem com a Ayahuasca
Ayahuasca é um preparo de origem ameríndia e que contém a triptamina psicodélica N,N-DMT além de diferentes beta-carbolinas. Esse preparo resulta em forte experiência psicodélica e crescente repertório de aplicações terapêuticas em alguns transtornos mentais, como depressão e ansiedade. Será apresentada uma visão geral dos efeitos da ayahuasca, incluindo resultados de um ensaio clínico controlado desenhado para avaliar seu potencial antidepressivo e ansiolítico.

Dráulio Barros de Araújo possui bacharelado em Física (1995), mestrado em Física Aplicada (1997) e doutorado em Física Aplicada à Medicina e Biologia (2002) pela Universidade de São Paulo, onde realizou seu treinamento de pós-doutorado em parceria com a Universidade de Wisconsin. Trabalha como Professor de neuroimagem no Instituto do Cérebro (UFRN), Natal, Brazil. Atualmente encontra-se em licença sabática na Universidade da California, Santa Barbara (UCSB). Desde 2006 tem se dedicado a estudos que exploram a base dos efeitos agudos e de médio prazo da ayahuasca, incluindo pacientes com depressão resistente ao tratamento.



Leonardo Rosa | PUBTechSF@SF 2019

O Leonardo Rosa é estudante de doutorado na Graduate School of Education da Stanford University e apresentará seu trabalho “Data science aplicado aos dados de governo: O caso da educação em Pernambuco” no PUBTechSF@SF 2019, que acontecerá no dia 04 de abril de 2019 em San Francisco.

Para reservar seu lugar no PUBTechSF, inscreva-se aqui: https://pubtechsf-sf-2019.eventbrite.com

Data science aplicado aos dados de governo: O caso da educação em Pernambuco

Nos últimos anos temos visto uma explosão da ciência de dados aplicados a diversas áreas. Nessa palestra, irei apresentar o uso de algumas técnicas de ciências de dados aplicados à dados administrativos governamentais nas áreas sociais. O uso desses dados impõe desafios únicos, que uma vez resolvidos podem ser uma fonte rica de planejamento estratégico dentro do setor público. Para ilustrar o problema, irei utilizar o caso da educação de tempo integral em Pernambuco.


Leonardo Rosa é candidato a PhD na Universidade de Stanford, na área de economia da educação. Seu trabalho tem enfâse em técnicas estatísticas experimentais e não experimentais para a avaliação de políticas sociais. 

PUBTechSF@Vale do Silício 2018

Para finalizar a programação de 2018, realizaremos o PUBTechSF@Vale do Silício 2018, que acontecerá no dia 28 de novembro de 6 pm a 9 pm, no YouTube em San Bruno.

Confira a programação e inscreva-se aqui: https://pubtechsf-sv-2018.eventbrite.com

6:00 pm Chegada e inscrições
6.30 pm Boas vindas
6:35 pm Talks

    Ram Rajagopal, Stanford
    Engineering Decision Support Systems for Urban Infrastructure using Data Thinking

    Danielle Beckman, California National Primate Research Center (CNPRC)
    Como os macacos podem nos ajudar a entender sobre doenças neurológicas

7:15 pm Projeto de impacto social

    Dados para um Debate Democrático em Educação (D3e)
    Tássia de Souza Cruz, Escola de Políticas Públicas e Governo da Fundação Getulio Vargas (EPPG/FGV)

7:35 pm Networking
9:00 pm Conclusão

 

Save the Date | PUBTechSF @SV 2018

Danielle Beckman | PUBTechSF@Vale do Silício 2018

A Danielle Beckman é pesquisadora no California National Primate Research Center (CNPRC), em Davis, CA, e será uma das palestrantes no PUBTechSF@Vale do Silício 2018. Ela apresentará seu trabalho sobre “Como os macacos podem nos ajudar a entender sobre doenças neurológicas”.

Reserve seu lugar: https://pubtechsf-sv-2018.eventbrite.com

***

Como os macacos podem nos ajudar a entender sobre doenças neurológicas

Os primatas não humanos tem sido utilizados nas pesquisas biológicas por muitas décadas, devido ao alto grau de homologia genética e similaridades fisiológicas com o corpo humano. Isso faz com que a utilização desses animais, seja crucial para a pesquisa e desenvolvimento de vacinas e medicamentos em estudos clínicos. Por outro lado, esses animais não desenvolvem algumas doenças neurológicas que comumente afetam os seres humanos, como a doença de Alzheimer. O que torna o cérebro humano tão especial e tão vulnerável? E como podemos utilizar esses animais para entender melhor o funcionamento do nosso próprio cérebro? Essas e outras questões relacionadas ao uso de primatas em pesquisa, serão discutidas durante essa palestra.

 

Danielle é graduada em Farmácia pela Universidade Federal de Santa Catarina, Mestre em Biofísica e Doutora em Química Biológica, ambos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente é pesquisadora associada no California National Primate Research Center (CNPRC), na cidade de Davis, Califórnia. Os seus projetos atuais de pesquisa envolvem o desenvolvimento de modelos de doenças neurológicas em primatas não-humanos. As áreas de interesse atuais incluem: desenvolvimento e organização cortical em primatas, neuroinflamação, neuroanatomia comparativa e microscopia de alta resolução.

Tássia Cruz | Dados para um Debate Democrático em Educação (D3e)

A Tássia Cruz é professora da Escola de Políticas Públicas e Governo da Fundação Getulio Vargas (EPPG/FGV), e apresentará o projeto “Dados para um Debate Democrático em Educação (D3e)” no PUBTechSF@Vale do Silício 2018, que acontecerá no dia 28 de novembro de 2018.
Para participar, inscreva-se aqui: https://pubtechsf-sv-2018.eventbrite.com
Dados para um Debate Democrático em Educação (D3e)
O D3e é um grupo de pesquisadores associados ao Centro Lemann de Educação Brasileira da Universidade de Stanford, cujo objetivo é aproximar o conhecimento técnico e científico aos poderes executivos e legislativos brasileiros. Com este propósito, trabalhamos na elaboração de relatórios que consolidam o aprendizado sobre temas educacionais no Brasil e no mundo. Nossos relatórios são preparados por pesquisadores colaboradores. Além disso, disseminamos o conteúdo produzido entre educadores, gestores públicos, acadêmicos e sociedade civil, a fim de enriquecer o debate educacional. Para mais informações sobre esta iniciativa, acesse nosso site: http://d3e.com.br/. O primeiro relatório que publicamos está disponível no site.
Tássia Cruz é professora da Escola de Políticas Públicas e Governo da Fundação Getulio Vargas em Brasília-DF. Tássia possui PhD em Economia da Educação e mestrado em Economia pela Universidade de Stanford. É graduada em Ciências Econômicas pela PUC-Rio. Tássia foi gerente de projetos na Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência da República e consultora do Banco Mundial em Brasília. Trabalhou em parceria com diversas Secretarias de Educação para formar professores e supervisores escolares em métodos de observação em sala de aula e em avaliações de impacto de programas educacionais. É especialista em financiamento da educação e mercado de trabalho de professores no Brasil.

PUBTechSF@Berkeley 2018

Confira a programação do PUBTechSF@Berkeley 2018, que acontecerá no dia de setembro de 2018, de 6 a 9 pm.

Garanta já a sua inscrição em: https://pubtechsf-berkeley-2018.eventbrite.com

 

Programa

6:00 pm Chegada e inscrições
6.30 pm Boas vindas

6:35 pm Talks

Daniel Haanwinckel, UC Berkeley
Por que a desigualdade tem caído no Brasil e aumentado nos EUA?

Paulo Adeodato, UFPE, Stanford
Como a Inteligência Artificial pode integrar academia, negócios e governo para o bem da coletividade?

7:15 pm Pitch de impacto social

Daniela Ushizima, UC Berkeley
The Center for Recognition and Inspection of Cells (CRIC) e o Sistema Único de Saúde Brasileiro

7:35 pm Networking
9:00 pm Conclusão