Marcio Teixeira-Bastos | PUBTechSF@Berkeley 2019

Marcio Teixeira Bastos é Visiting Post-doctoral Scholar, Stanford Archaeology Center – SAC – Stanford University e pós-doutorando na UNESP-Assis/FAPESP. Ele apresentará seu trabalho “Arqueologia e Estudos Clássicos no século 21 da Era Comum – eScience e as novas formas de comunicar das Humanidades Digitais”, no PUBTechSF@Berkeley 2019, que acontecerá no dia 10 de outubro de 2019.

Reserve seu lugar: https://pubtechsf-berkeley-2019.eventbrite.com

Arqueologia e Estudos Clássicos no século 21 da Era Comum – eScience e as novas formas de comunicar das Humanidades Digitais. 

As Humanidades Digitais são uma maneira de perguntar, redefinir e responder questionamentos com um conjunto de ferramentas mais inteligentes. Elas abrigam um campo com um conjunto discernível de linhas de pesquisa, práticas e metodologias acadêmicas e também correspondem a um vago termo guarda-chuva usado para descrever a aplicação da tecnologia digital ao inquérito humanístico tradicional. Com o aumento do fluxo de informações ocasionado pelo uso das novas tecnologias digitais, a preservação dos dados arqueológicos e históricos no ambiente web é um desafio a ser enfrentado, a curadoria digital de dados na UNESP e MAE-USP atua na preservação, autenticidade, organização e armazenamento das informações à longo prazo. Oferecer acesso aos dados gerados no decorrer das atividades científicas é um desejo cada vez mais relevante para a comunidade científica e público geral. Assim, existe uma tendência mundial em dar acesso livre aos resultados das pesquisas arqueológicas por meio da criação de repositórios digitais. Além disso, a demanda em torno do uso intensivo de computadores, de tecnologias de rede, instrumentação avançada e de simulação (incluíndo 3D) na pesquisa científica (inclusive nas etapas de escavações) proporciona atualmente um um conjunto de dados e objetos digitais armazenados em repositórios universitários, incluindo os brasileiros, destinos ao público, geral e lusófono. Essa nova forma de gerar e disseminar conhecimento está no âmbito da eScience. Os dados digitais gerados a partir dessa forma de praticar ciência precisam ser tratados e gerenciados de modo que a preservação por longo prazo, o acesso e o reuso desses dados para novas pesquisas possam ser assegurados. A Arqueologia e os Estudos Clássicos no século 21 EC abarcam, portanto, as Humanidades Digitais e procuram utilizar novas formas de comunicar e fazer ciência. 

Marcio Teixeira-Bastos é doutor em Arqueologia pela Universidade de São Paulo (2016), com período 
sanduíche na Universidade de Durham (2013-2014), Reino Unido. Fez também doutorado co-tutela no Department of Archaeology and Ancient Near Eastern Cultures da Universidade de Tel Aviv (2019), Israel. Teixeira-Bastos está envolvido em uma variedade de estudos, como análise espacial e material, as mudanças dos períodos Romano e Bizantino no Mediterrâneo Antigo, com um interesse especial em seus contextos arqueológicos, as formações das identidades religiosas e 
redes antigas de contato e comércio, além de pesquisas com microarqueologia, Diáspora Judaica, Judaísmo e Cristianismo em Israel. Atualmente, sua pesquisa lida com análise espacial (SIG), realidade virtual (VR) e mapeamento digital para investigar sítios arqueológicos em Israel e abordar o encontro entre Paganismo Romano e Judaísmo, e a ascensão do Cristianismo no Oriente durante a Antiguidade Tardia. Os métodos e interesses teóricos incluem análise espacial, análise de redes, patrimônio global, sócio-política, identidades culturais e materialidade, abordados em uma ampla discussão sobre Humanidades Digitais, Arqueologia e Estudos Clássicos. A pesquisa de Teixeira-Bastos reflete seus esforços para melhorar interesses, métodos e abordagens temáticas, afim de usar evidências arqueológicas para análises históricas e desenvolver novos métodos e abordagens interdisciplinares.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *