Stephano Mello | PUBTechSF@Stanford 2017

O Stephano Mello é cientista na Stanford e será um palestrante no PUBTechSF@Stanford 2017. O título da palestra do Stephano é “Estudo do câncer na era genômica: desvendando os mistérios do gene p53”.

O PUBTechSF@Stanford 2017 será no dia 15 de março, no CERAS em Stanford.

Para reservar seu lugar, inscreva-se aqui!

Stephano Mello é cientista do Departamento de Radiação Oncológica da Universidade de Stanford desde 2010. Stephano obteve o seu Mestrado e Doutorado em Genética pela Universidade de São Paulo, onde ele estudou os efeitos de doses baixas de radiação ionizante em células humanas in vitro e em profissionais da saúde expostos à radiação. Nos últimos anos, Stephano tem utilizado uma variedade de técnicas genômicas para entender o papel do gene supressor de tumor p53 no desenvolvimento de câncer, gerando informação diretamente relevante para o desenvolvimento de novas estratégias para a detecção e tratamento do câncer.

 

Estudo do câncer na era genômica: desvendando os mistérios do gene p53
A genômica revolucionou a medicina moderna e a maneira como entendemos e tratamos câncer. Com o uso de novas ferramentas, estamos finalmente desvendando os segredos de um notável gene chamado p53. Conhecido como o “guardião do genoma”, sua função é nos proteger do câncer, evitando que erros se propaguem e ameacem a homeostase celular. O desenvolvimento do câncer raramente ocorre sem que existam mutações em p53, fato que demonstra a importância desse gene na supressão tumoral. Ao entrarmos na era do tratamento personalizado, p53 se encontra na vanguarda da terapia do câncer e o entendimento de sua função e dos mecanismos controlados por ele é essencial para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas.

Luciano Meira | PUBTechSF@ Stanford 2017

O PUBTechSF@Stanford 2017 acontecerá no dia 15 de março, no CERAS, em Stanford.

Nesse encontro, Luciano apresentará a palestra “Práticas inovadoras nos sistemas públicos de ensino no Brasil” – sua experiência como professor, pesquisador e empreendedor em inovação educacional no Brasil. Mais especificamente, Luciano falará sobre os ambientes de aprendizagem baseados em jogos digitais que ele tem ajudado a desenvolver na Joy Street (www.joystreet.com.br), uma empresa que co-fundou e onde atua como chefe de ciência e inovação.

Para reservar seu lugar, inscreva-se aqui!
Luciano Meira é Ph.D. em educação matemática pela University of California at Berkeley, mestre em psicologia cognitiva e bacharel em pedagogia. Atua como professor de psicologia na Universidade Federal de Pernambuco, no Mestrado em Design de Artefatos Digitais do C.E.S.A.R (Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife), bolsista de pesquisa em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq e Coordenador de Ciência e Inovação da Joy Street, uma empresa de tecnologias educacionais lúdicas da qual é co-fundador no Porto Digital (Recife). Atualmente, Luciano também é professor visitante do Lemann Center de Empreendedorismo Educacional e Inovação, Stanford University.

Pedro Dantas | Se você construir, eles virão? Crowdfunding para educação pública no Brasil.

Se você construir, eles virão? Crowdfunding para educação pública no Brasil.

SomosProfessores.org, uma plataforma de crowdfunding para professores da rede pública, nasceu de duas inquietações: A primeira dizia respeito à falta de recursos, públicos ou privados, destinados exclusivamente ao apoio de professores inovadores. A segunda ao pouco reconhecimento social do trabalho dos melhores professores da rede pública de ensino. Hoje, após mais de 2 anos de experimentação, muito foi aprendido. É um prazer convidar todos da comunidade PUBTechSF para ouvir um pouco sobre os desafios enfrentados pela nossa equipe nessa período, e também nos ajudar a refletir sobre a sustentabilidade do nosso modelo.
Para conhecer mais sobre o projeto SomosProfessores.org, participe do PUBTechSF@Stanford 2017.
Pedro é licenciado em história pela UFPE e mestre em educação por Stanford. Em 2014 fundou a SomosProfessores.org, uma plataforma de crowdfunding para professores da rede pública, e em 2016 foi contratado como Research Associate do Lemann Center de Stanford, onde atualmente trabalha avaliando políticas públicas em parceria com os estados de Pernambuco e do Ceará.